Erupcoes vulcanicas naturais

A diretiva ATEX em seu próprio sistema legal foi introduzida em 28 de julho de 2003. Aplica-se a produtos destinados a produção em distâncias que estão em risco de explosão. Os produtos devem cumprir requisitos estritos que não estão associados apenas à segurança, mas também à proteção da saúde. A diretiva ATEX contém procedimentos de avaliação de conformidade.

Na essência das disposições do ato normativo em consideração, o nível de salvaguardas, e também os procedimentos de avaliação relacionados com o atual, são decisivamente determinados pela ameaça ambiental em que o dispositivo operará.A diretiva ATEX especifica os requisitos rigorosos que um produto deve atender para ser usado em atmosferas potencialmente explosivas. Mas quais são as zonas? Primeiro de tudo, estamos falando de minas de carvão onde há um alto risco de explosão de metano ou pó de carvão.

A diretiva ATEX possui uma divisão detalhada de dispositivos em grupos. Ele é dois deles. No número da classe, são selecionados dispositivos que são usados no subsolo da mina, enquanto em superfícies que podem existir com um risco de explosão de metano. A segunda parte se resume a dispositivos que estão conectados em novos lugares e que podem estar em risco de uma atmosfera explosiva.

A presente directiva estabelece requisitos gerais essenciais para instalações inteiras em zonas com riscos de explosão de metano / carvão. E mais requisitos de longo prazo podem ser descobertos em padrões harmonizados.

Deve-se ter em mente que os pratos autorizados para uso em atmosferas potencialmente explosivas devem ser marcados com a marca CE. O número de identificação do organismo notificado deve ser devolvido atrás da marca, que deve ser específico, visível, indestrutível e fácil.

O organismo notificador examina todo o sistema de segurança ou o fornecimento individual de um plano para garantir a conformidade com as regras e requisitos atuais da diretiva. Também deve ser lembrado que, a partir de 20 de abril de 2016, a atual diretiva será substituída pela nova Diretiva ATEX 2014/34 / UE.